-Publicidade -spot_img

Estação seca se instala e DF terá semana de calor e baixa umidade

Data:

Sol forte, céu azul e muito calor. O clima quente e seco tomou conta do fim de semana na capital federal. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o índice de umidade relativa do ar registrado no período está entre os mais baixas do ano, perdendo apenas para o dia 20 de julho, quando a taxa chegou a 13%, em Brazlândia. No ranking, domingo ficou como o segundo dia mais seco do ano, registrando 15% de umidade. Sábado, ocupou o terceiro, com 16%.

As baixas taxas fizeram com que o Inmet emitisse um alerta laranja no Distrito Federal e, de acordo com o meteorologista Mamedes Luiz, o sol não dará trégua durante a semana. “Os próximos dias vão ser bem quentes. Estamos prevendo temperaturas máximas de 30ºC, podendo chegar a 32ºC. Será uma semana quente e seca. A umidade continua abaixo dos 20%. Então, o risco de incêndio é extremamente elevado. Vai ser uma semana bastante delicada, sem previsão de chuva”, pontua.

De acordo com o índice de nível de medição da Defesa Civil, quando a umidade relativa do ar varia entre 12% e 20% por dois dias consecutivos, a cidade entra em estado de alerta. Nesses casos, a orientação da Defesa Civil é beber, pelo menos, seis copos d’água por dia, pingar duas gotas de soro fisiológico em cada narina, ter toalhas molhadas e bacias de água nos quartos, usar roupas leves e, se possível, de algodão. Também faz parte das recomendações não fazer exercícios físicos entre 10h e 17h. Também recomenda-se não queimar de lixo ou entulho.

Segundo o meteorologista Mamedes Luiz, a queda na umidade relativa do ar é comum nos meses de agosto e setembro. “Na climatologia, ela tende a seguir esse caminho. Agosto e setembro normalmente registram baixa umidade no DF. O que faz com que ocorra essa queda é a massa de ar seco que predomina na região durante o período”, diz. Mamedes Luiz explica, ainda, que a elevação da temperatura se justifica pelas poucas nuvens, condição climática comum de se ver no mês de agosto. “Na madrugada, fica friozinho, porque há queda na temperatura durante a noite, mas ao longo do dia começa a esquentar e a amplitude térmica torna-se maior”, diz.

Hoje, o DF deve variar entre 16ºC e 28ºC, com poucas nuvens no céu e névoa seca, fenômeno meteorológico que ocorre quando está muito quente e com baixa umidade, fazendo a visibilidade oscilar. Segundo Olívio Bahia, o DF segue em estiagem: a última chuva registrada na capital foi em 14 de junho, e não há previsão de precipitação de água nos próximos dias.

Fonte : Correio Braziliense.